h1

Segurança no Orkut

setembro 30, 2007

Quase toda semana (ou todo dia) a gente ouve falar de alguma coisa ruim que aconteceu envolvendo o Orkut, não? Ou é um garoto que morreu, ou são casos de comunidades que incentivam a pedofelia, agressão, brigas, preconceitos…

Será que a maior rede social do Brasil está se tornando um centro de problemas? É interessante lembrar que a polícia a muito está se encrencando com o Orkut. E o ministério público também. Como contornar esta situação?

Eu particularmente acho que o Orkut ainda não é uma ferramenta tão perigosa. Só exige um pouco de cautela. Por isso lanço algumas dicas de segurança:

Procure não adicionar em seu perfil coisas como telefone, endereço e tudo mais, pois pode ser um pouco perigoso. Ou por seqüentros, agressões ou por tentativas de golpes pelo telefone (ex.: seqüestrei seu filho José. Ele é alto, moreno…).

Procure selecionar as fotos que você publica. Colocar fotos sempre no mesmo lugar, seja um bar ou local de trabalho, pode falar muito de sua localidade. O que é perigoso. Ah, sim, e alguém pode pegar a sua foto (ou de seus filhos e parentes) para usos indevidos, como sites pornôs, de relacionamentos ou em anúncios.

Procure, quando você precisar mandar algum recado com informações importantes e/ou pessoais, usar depoimento. É básico e fundamental para que só a pessoa desejada veja. E diga para que ela não aceite, por favor.

Procure tomar cuidado com as pessoas que te adicionam. Perfis “fake” (falsos) são cada vez mais comuns. E podem também representar problemas. Procure não adicionar pessoas desconhecidas como amigo. E evite ainda mais adicionar estas pessoas em programas como Live Messenger, para evitar que você acabe falando mais do que deveria. E para manter a segurança do computador.

Evite participar de comunidades que fale muito da sua vida. Coisas como “Moro na rua do Limoeiro“, “Trabalho na loja Roupex do shopping Shopex” e etc., pois isso mostra as pessoas aonde te encontrar. Comunidades de cidades pequenas já são um perigo!

Evite participar de comunidades que incentivam o preconceito, brigas de torcidas, discussões religiosas e afins, pois, como diz o velho ditado: “Política, futebol e religião não se discute”, você pode acabar em alguma briga por conta destas comunidades.

Bom, só algumas dicas! Em breve, mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: